quarta-feira, 14 de novembro de 2018

8 anos de ti!

Não sei bem em que momento deixaste de ser aquela bebé amorosa, para seres esta miúda rebiteza...

Tão segura e respondona, quanto medrosa e aflita, a vida contigo tem sido um carrossel, com muitos momentos de diversão e outros de pura adrenalina (é fechar os olhos e pedir a Deus que passe depressa).

Tem sido tão bom aprender a ser mãe contigo... são 8 anos de presença forte, feliz e única!

Obrigada querida Guigas!


quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Parabéns para mim!

Além do telemóvel e do facebook que não param de apitar, acabei de receber isto no mail:




quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Feliz dia 7

Em muitas coisas sei que se nota que o tempo passou, mas o meu deslumbramento pela pessoa que és continua a ser o mesmo de há 14 anos!


I love you!

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Dia 1 de novembro!


No dia de todos os santos, um cântico que é uma oração a isso mesmo: ser santo!


Que importa, Senhor, Se é tão longe para mim a praia onde tenho de chegar, Se sobre mim levar pousada a clara luz do Teu olhar. Hoje te peço, Senhor, Para seres a luz que me ilumina Na plenitude da Tua luz divina. Luz terna e suave no meio da noite, Leva-nos mais longe. Não temos aqui uma morada permanente. Leva-nos mais longe, Luz terna e suave no meio da noite. Esquece, Senhor, Os meus passos mal andados, meu desamor, perdoa os meus pecados. Eu sei que vai raiar a madrugada e não me deixarás abandonado. Se Tu me dás a mão, Senhor, Meus passos serão firmes no andar. Leva-me mais longe para a Ti chegar. Luz terna e suave no meio da noite, leva-nos mais longe. Não temos aqui uma morada permanente. Leva-nos mais longe, Luz terna e suave no meio da noite.

terça-feira, 30 de outubro de 2018

8/12

Não achei este livro nada de extraordinário...

A história até tinha potencial mas acaba por ser forçada e perder-se um pouco... Também ainda não li mais nenhum livro desta autora e nesse sentido é sempre mais difícil de fazer o julgamento.


Foi mais um na coleção!

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Fim de semana bom!

No sábado foi o casamento da Sara e do Luís 😎

A principio achei estranho convidarem-nos... conhecemo-nos há pouco tempo. Há empatia mas nada de MUITO extraordinário (achava eu)...

Foi um privilégio poder partilhar este dia com eles e com quem o partilhei.

A certeza de ver Deus nos muitos testemunhos que deram fez-me pensar várias vezes que quando crescer quero ser assim!

É bom existirem estes exemplos nas nossas vidas... para já, porque nos fazem ver e rever o que temos no presente, e depois porque estamos em constante em evolução e aproximar-nos de pessoas novas não é necessariamente esquecer as antigas.

O Luís e a Sara, mas mais o Luís, fez com que eu vivesse isso de uma forma muito clara... Numa atividade paroquial fizemos equipa duas vezes e o Luís fez com que me aproximasse do Ricardo, uma pessoa que conheço há mil anos mas que pouco me dizia...

Hoje, tenho mais amigos graças ao Luís, hoje estou mais rica porque partilhei um dia bonito, um testemunho de um sacramento onde Jesus está vivo e fico feliz por uma coisa: é que a Igreja está viva e não é só na minha paróquia ou só com as pessoas que me são próximas... a Igreja está viva por aí e é uma feliz Deuscidência, uma graça muito grande, podermos encontrá-la por aí!

A minha foto COR!